Ambientalistas de Paracuru falam sobre as Aves Trinta Réis no Município



O Brasil é o segundo país em número de espécies de aves, ficando atrás só da Colômbia.

Paracuru está em segundo lugar em número de espécies registradas no Ceará, com mais de 220 delas.


E entre essas espécies, umas 50 são de aves migratórias (trinta-réis, batuíra, maçaricos, gaivotas e etc.) que passam uma temporada de 6 meses no litoral de Paracuru. Os trinta-réis-miúdo (Sternula antilarum) são sempre os primeiros a chegar.


O registro da reprodução deles aqui vem desde 2013, mas só foi realmente documentado em 2021, inclusive com direito a uma matéria em revista internacional.



Para acolhermos e hospedarmos essas avezinhas no nosso Município, formou-se uma força-tarefa que junta entusiastas locais pelo meio ambiente, entre os quais o Educador Ambiental da ONG ECO AÇÃO, Lindomar Alcântara, Camila Maria, Gestora das APAS ( Dunas de Paracuru e Estuário Rio Curu) e o Fotógrafo de Aves, Rômulo Guerra.


Estes três estiveram hoje (18/05) no Mar Azul Notícias, quando nos ofereceram uma aula sobre os Trinta Réis e nos informaram a respeito das providências em andamento para isolar o seu espaço de reprodução no Estuário do Rio Curu (Barra). O envolvimento dos nossos habitantes é imprescindível para que mantenhamos esses nossos conterrâneos migratórios passando anualmente parte de suas vidas no nosso paraíso!


A Rádio Mar Azul, desde sempre, tem defendido as causas ambientais de Paracuru!

Um alerta! Todas as aves migratórias estão em declínio, por conta da especulação imobiliária, turismo predatório e muitos outros fatores. Temos que pensar nas gerações futuras.